A teoria dos jogos melhora a educação financeira

A teoria dos jogos melhora a educação financeira

 

A teoria e prática de jogos permite melhorar a curva de aprendizado, minimiza os risco e aumentar as chances de se tornar um expert em investimentos.

 

Reduz o custo de aprendizado em finanças

O conceito da curva de aprendizagem foi mencionado por Hermann Ebbinghaus em 1885. “Serve para explicar o comportamento competitivo de setores de rápido crescimento, nos quais, a todo o momento que a experiência acumulada dobra, os custos deveriam reduzir até 30% em razão da economia de escala gerada.” Percebe-se uma relação diretamente proporcional entre o tempo de estudo e sua respectiva diminuição dos custos neste processo, com o passar das semanas ou meses.

gráfico da Wikipédia

No gráfico acima podemos ver que há uma relação direta entre conhecimento em um determinado tópico e tempo desprendido em estudos sobre ele, embora parece algo óbvio, quando se trata de investimentos é incrível a quantidade de pessoas que, ao escolher se dedicar no mercado financeiro, entram em contas reais nas corretoras em vez da conta demonstrativas, sem  a qual pode se tornar um verdadeiro pesadelo para o investidor trade no curto prazo inexperiente, talvez fazendo com que este desista do mercado diante das frequentes perdas de capital, típicas de um iniciante.

Utilizar uma conta demonstrativa permite ao investidor testar estratégias e usar técnicas e ferramentas ou implementação de estratégias sem a necessidade de perder seu capital, quando a estratégia vai contra o mercado. Quando falamos que podemos melhorar o aprendizado no tópico de finanças ou investimentos sem custo não significa exatamente que o custo será zero, em especial porque, de qualquer forma, o valor da hora de trabalho/estudo de cada pessoa muda de acordo com sua formação, experiência entre outros fatores, no entanto, este custo pode ser reduzido na medida em que não há necessidade de tirar dinheiro do seu fluxo de caixa para aprender quando se opera em uma conta demonstrativa, seja esta de futuros em blockchain ou de Forex.

Abordagens atuais da teoria dos jogos na melhoria da curva de aprendizado

Para quem afirmar que, aprender em conta demonstrativa não transmite a “emoção necessária” para que o aprendizado seja satisfatório, temos 3 casos em que a teoria de jogos parece ter funcionado bem:

Continua após a publicidade

1 – Manchete da Uol mostrando que a Confederação Brasileira de Tiro Esportivo estuda realizar um campeonato remoto onde os  atletas atiram dentro da própria casa, como meio para conseguir ao menos um brasileiro nas Olimpíadas em tal esporte.

2 – Outra matéria comenta os esforços do Conselho Nacional de Trânsito e a utilização de jogos como ferramenta para renovação ou habilitação na carteira de motorista, perceba que este tipo de tecnologia já está sendo utilizada há 7 anos por este departamento.

3 – Estudo de caso onde a prática de simuladores e jogos entram na lista de formas “práticas” de aprendizado com custo reduzido foi declarada por uma das referências em Educação Financeira no Mundo Robert Kiyosaki, o qual afirma que começou sua educação financeira desde os 9 anos de idade jogando Monopoly– uma versão do banco imobiliário no Brasil – nada mais do que um jogo, cuja estratégia evoluiu para o jogo Cash Flow Game – jogo do fluxo de dinheiro, que ele mesmo com sua esposa criou.

O jogo está disponível gratuitamente e pode ser jogado online – em inglês (CASHFLOW Classic). Há versões impressas em português no mercado livre.

richdad.com

Muito útil em finanças, mas também em esportes, educação de trânsito, e muitas outras áreas, a utilização de jogos é usada para melhorar a curva de aprendizado, o que pode transformar pessoas comuns em verdadeiros especialistas, com custo reduzido e até mesmo minimizado.

referência: https://bit.ly/31R0Ghm

Continua após a publicidade

Leia também:

Author: eevaldo

Faça um comentário...